Home > Imprensa > Notícias
27 de maio de 2022
Palestra de Mary Del Priore sobre D. Maria I, rainha de Portugal, abre os ciclos de debates do Centro Cultural da PGE no Convento do Carmo
Facebook Twitter
Claunir Tavares
Palestra de Mary Del Priore sobre D. Maria I, rainha de Portugal, abre os ciclos de debates do Centro Cultural da PGE no Convento do Carmo

O Centro Cultural da PGE recebeu, nesta sexta-feira 27/5), a historiadora Mary Del Priore e o jornalista e escritor Edney Silvestre para uma palestra sobre a rainha de Portugal, D. Maria I. O encontro marcou a abertura do Convento ao público, pela primeira vez depois da reforma e restauro que recuperaram o esplendor do antigo prédio do Centro do Rio e que agora abriga o Centro Cultural da PGE.

Para uma plateia de cerca de 100 pessoas reunidas para a palestra exatamente nos antigos aposentos de D. Maria I, o Procurador-Geral do Estado Bruno Dubeux apresentou os convidados e destacou que era um orgulho da PGE devolver este patrimônio histórico à sociedade do Rio de Janeiro. E anunciou que o Centro Cultural da PGE vai promover ciclos de debates semanais sobre diversos temas com especialistas.

O mediador do encontro, Edney Silvestre, destacou que esta sexta-feira ficará marcada como um dia especial na história do Convento, pois foi o dia em que essa edificação construída no século XVI foi devolvida à população do Rio como Centro Cultural da PGE, que se constitui em mais uma opção de lazer e cultura para revigorar o Centro da cidade.

Em sua palestra sobre a rainha de Portugal, a historiadora Mary Del Priore defendeu que, ao contrário do se imagina, D. Maria I foi uma figura notável, quando se analisa as grandes rainhas na história do mundo. Ela criou uma legislação robusta, deu conta de todos os problemas da cidade de Lisboa, assinou uma série de tratados diplomáticos, e foi aclamada pelo seu povo.

Lembrou que teve um destino de perder, em dez anos, nove entes queridos a começar pelo marido, o filho mais velho, a filha, o genro, os netos. E que foram essas perdas que fizeram ela ser uma pessoa melancólica e depressiva. E destacou que esse epíteto de louca foi criado pelos republicanos e que ela não teve nada de louca. E concluiu afirmando que a depressão da D. Maria pode estar em todos nós.

Galeria de Imagens


Endereco Rua do Carmo, 27, Centro Rio de Janeiro
Acompanhe as ações da PGE-RJ também nas redes sociais YouTube Facebook Twitter